segunda-feira, 18 de agosto de 2014

TUDO É FUGAZ

Assim como a vida, a morte vem para todos e não sabemos o dia e a hora. Toda morte vem acompanhada de muita dor e no caso de pessoas públicas sempre há grande comoção, entretanto, quando essas morrem durante momentos especiais de suas vidas, também traz tamanha tristeza e dependendo da situação, decepção. Foi o acaso de Tancredo Neves há 29 anos, quando adoeceu e submeteu-se a uma cirurgia de emergência, um dia antes da posse de Presidente da República marcada para o dia 15 de março de 1985. Depois de 38 dias internado, Tancredo Neves, que era mineiro de São João Del Rey e eleito pelo voto direto, faleceu aos 75 anos deixando para trás seu sonho de governar o país mudando todo o rumo da história. A tragédia com o candidato à presidência da república, Eduardo Campos, terceiro colocado nas intenções de votos da eleição presidencial de 2014, faz novamente o povo ver a morte de um político que deixa para trás um sonho, desta vez o de disputar o cargo executivo mais importante do país, e que certamente também mudará o rumo da história, pois, Eduardo Campos era um jovem político de futuro promissor. Ambos os casos inéditos e trágicos de nossa história política e todas as mortes sejam de pessoas públicas ou não, nos faz refletir quão fugaz é nossa vida. E diante dessa fugacidade nos resta viver enquanto é tempo, antes que chegue o fim. Tudo é fugaz!

Ricardo Cesar 

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

OS PAIS, OS TIGRES E OS LEÕES

Quando vi a reportagem sobre o menino que foi atacado pelo tigre no zoológico e das circunstâncias de como aconteceu, no primeiro momento fiquei indignado com a filmagem, pensando que o cinegrafista amador tivesse sido totalmente omisso, porém, após inteirar-me sobre o assunto e assistir alguns vídeos da TV paranaense percebi que muitas pessoas alertaram o pai e o menino, mas nada adiantou. Uma testemunha comentou que foi chamar um guarda patrimonial, mas no meio do caminho já ouviu os gritos e a confusão após o ocorrido. Fiquei impressionado com a total irresponsabilidade desse pai que pode responder por crime de lesão corporal com pena de 2 a 5 anos, mas ele já está sofrendo a pena maior de sentir a dor de ver o seu filho de 11 anos mutilado, dor que vai sentir pelo resto dos seus dias aqui na terra.

O mais triste de toda essa estória é que existem pais que todos os dias deixam seus filhos próximos das “garras de tigres e leões” quando, por exemplo, permitem que seus filhos pequenos andem de carro no banco dianteiro, ou no banco traseiro sem o uso do cinto de segurança, que fiquem sozinhos próximos a piscinas sem proteção, quando dirigem embriagados com os filhos no interior do veículo, quando deixam as crianças brincarem em rua com grande movimento de veículos, quando deixam armas de fogo e produtos químicos ao alcance de crianças, ou seja, o perigo está sempre ao nosso lado, por isso, precisamos ficar sempre alertas, conscientes e nunca fugir de nossas responsabilidades.

Ricardo Cesar

ATÉ O WILLIAN BONNER RECONHECE A HEGEMONIA ABSOLUTA DOS MINEIROS NO FUTEBOL


Há um ano publiquei aqui no blog o descaso do Jornal Nacional com a final da Libertadores da América 2013 entre Atlético Mineiro e Olimpia, quando saiu consagrado o Clube Atlético Minerio. Comentei sobre o fato de não ter havido nenhuma notícia no dia anterior à partida e quanto a resumida reportagem e pouca ênfase no título inédito conquistado pelo alvinegro mineiro. Exatamente após um ano da conquista da Libertadores o Atlético Mineiro conquistou mais um título internacional, desta vez a Recopa 2014  na madrugada do último 24 de julho. Para minha surpresa o Jornal Nacional do mesmo dia fez uma reportagem com um tempo significativo sobre a brilhante e importante vitória do time mineiro e no fechamento da edição o apresentador Willian Bonner comentou com o seu colega Heraldo Pereira a excelente fase dos clubes mineiros pela liderança do Cruzeiro no campeonato Brasileiro 2014.
Não era para menos, pois o  Campeão da Libertadores da América 2013, o Campeão da Recopa  2014, o Campeão Brasileiro 2013 e o líder absoluto do campeonato Brasileiro 2014 “é mineiro uai”!

sábado, 30 de novembro de 2013

“BONECA VIVA” 2013. É CRIANÇA AJUDANDO CRIANÇA!

Foi com grande satisfação, que no último 23 de novembro, levei minha filha, Ana Lídia, para participar do desfile que marcou a 38ª festa da “Boneca Viva”; promovida pela Casa da Amizade do Rotary Clube de Barbacena.
A “Boneca Viva”, é uma festa beneficente que, tem o objetivo de ajudar na manutenção de algumas instituições que atendem pessoas carentes, bem como outras causas sociais, por meio da venda de bilhetes das meninas que participam do desfile.

É um grande evento, organizado pelas simpáticas esposas dos rotarianos, evento este que, não estimula a competitividade entre as crianças, mas sim reúne famílias com o propósito de ajudar os menos favorecidos. É criança, ajudando criança.
Parabéns a todas as crianças, aos pais e aos organizadores!

Ricardo Cesar








quarta-feira, 13 de novembro de 2013

BANNER COM FAMÍLIA BARBACENENSE NA CATEDRAL DE SÃO SEBASTIÃO EM LEOPOLDINA MG

Em setembro de 2012 fiz uma homenagem nesse blog para Dom José Eudes Campos do Nascimento, Arcebispo da Arquidiocese de Leopoldina, Minas Gerais que celebrou sua primeira missa na Basílica de São José Operário em Barbacena no dia 16 de setembro de 2012, um dia após a sua ordenação Episcopal que também aconteceu em Barbacena sua terra natal. Ao final da celebração eu e minha família, junto ao Bispo Dom José Eudes, registramos uma foto para recordação. Essa foto foi capturada por um paroquiano internauta no blog ricardobcena.com e impressa em um banner que foi fixado no interior da Catedral de São Sebastião em Leopoldina como parte das homenagens do primeiro aniversário de ordenação Episcopal de Dom José Eudes. Dona Virgínia, sua mãe, ao ver o banner trouxe para Barbacena para nos mostrar. Ficamos encantados e surpresos pelas coincidências. Agradeço a Dona Virgínia, Tia Goreti (Colégio São José) e aos paroquianos da Catedral de Leopoldina. Parabéns ao Dom José Eudes e que Deus abençoe e proteja a todos nós.


Ricardo Cesar 



                                                                                               

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

COM MEDO DA CHUVA PERDI O "PRESENTE DE VÔ"

Em outubro o grupo teatral barbacenense Ponto de Partida e os Meninos de Araçuaí estrearam em Barbacena a peça teatral “Presente de Vô”.  Assim que tomei conhecimento, logo reservei meu convite. Mais tarde ao saber que a apresentação seria no Corredor cultural Ponto de partida ao ar livre e tendo em vista o mau tempo naqueles dias que antecedeu ao espetáculo fiquei receoso. Mesmo com a informação e otimismo do pessoal do ponto de partida que afirmavam que não iria chover naquele dia, decidi não ir. No dia do espetáculo não choveu e a noite estava linda. Perdi o “Presente de Vô” peça que marca os 15 anos do trabalho do Ponto de Partida com os Meninos de AraçuaíA apresentação foi ao ar livre porque não temos um teatro municipal. Não consigo entender o fato de ainda não termos um teatro em Barbacena. O Ponto de Partida é um grupo de teatro com 33 anos de existência apresentando suas produções em todo Brasil e por países da África, Europa e América do Sul e com isso muito respeitado no meio artístico. O Ponto de Partida e o povo barbacenense merece um teatro. O nível de cultura de uma cidade se mede pela existência de teatros, cinemas, livrarias e bibliotecas.

Ricardo Cesar

sábado, 27 de julho de 2013

JORNAL NACIONAL DÁ POUCO DESTAQUE PARA FINAL ATLÉTICO MINEIRO X OLIMPIA



 
Na final da Copa Libertadores da América de 2012, tive a oportunidade de acompanhar a programação da TV Globo, onde observei e publiquei aqui no blog, (“VAI CORINTHIANS” 05/07/12) sobre ao exagero das emissoras que falaram o tempo todo sobre a final entre Corinthians e Boca Juniors  no dia 04 de julho de 2012 e os dias que antecederam a final. Dessa vez, na final entre Atlético Mineiro e Olímpia, não pude acompanhar a programação da TV Globo, mas tomei como referência o Jornal Nacional, que é o seu telejornal mais importante e, em horário nobre. Na terça-feira, 23 de julho, um dia antes da final, o Jornal Nacional não fez nenhum comentário sobre grande partida. Já na quarta-feira, 24 de julho, uma hora antes do início do jogo, apenas 2 minutos sobre a inédita final. Na quinta-feira, 25 de  julho, após a grande conquista do Atlético Mineiro, o Jornal Nacional apresentou uma reportagem resumida de apenas 3 minutos. Por que essa diferença? Times do eixo Rio - São Paulo, superexposição chegando ao exagero, times fora desse eixo, pouca divulgação e falta de interesse. Considero o Cleber Machado um dos melhores narradores do país, mas será que se a final da Libertadores  2013 fosse com o Corinthians, Flamengo, São Paulo, Fluminense, Palmeiras ou Santos,  o narrador da final seria Cleber Machado ou Galvão Bueno? Sou Cruzeirense, mas também sou Mineiro e amo esse estado e não dá para  deixar passar em branco esse descaso com nossa Minas Gerais.  Isso tem que mudar!