quarta-feira, 6 de agosto de 2014

OS PAIS, OS TIGRES E OS LEÕES

Quando vi a reportagem sobre o menino que foi atacado pelo tigre no zoológico e das circunstâncias de como aconteceu, no primeiro momento fiquei indignado com a filmagem, pensando que o cinegrafista amador tivesse sido totalmente omisso, porém, após inteirar-me sobre o assunto e assistir alguns vídeos da TV paranaense percebi que muitas pessoas alertaram o pai e o menino, mas nada adiantou. Uma testemunha comentou que foi chamar um guarda patrimonial, mas no meio do caminho já ouviu os gritos e a confusão após o ocorrido. Fiquei impressionado com a total irresponsabilidade desse pai que pode responder por crime de lesão corporal com pena de 2 a 5 anos, mas ele já está sofrendo a pena maior de sentir a dor de ver o seu filho de 11 anos mutilado, dor que vai sentir pelo resto dos seus dias aqui na terra.

O mais triste de toda essa estória é que existem pais que todos os dias deixam seus filhos próximos das “garras de tigres e leões” quando, por exemplo, permitem que seus filhos pequenos andem de carro no banco dianteiro, ou no banco traseiro sem o uso do cinto de segurança, que fiquem sozinhos próximos a piscinas sem proteção, quando dirigem embriagados com os filhos no interior do veículo, quando deixam as crianças brincarem em rua com grande movimento de veículos, quando deixam armas de fogo e produtos químicos ao alcance de crianças, ou seja, o perigo está sempre ao nosso lado, por isso, precisamos ficar sempre alertas, conscientes e nunca fugir de nossas responsabilidades.

Ricardo Cesar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou da postagem? Comente. Abraços