quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Barbacena e Congonhas. Tudo pelo poder!



Toninho Andrada
Antônio Carlos de Andrada, conhecido em sua cidade natal como Toninho Andrada, advogado, ex-prefeito de Barbacena e ex-deputado estadual, deixou o cargo vitalício de Conselheiro do Tribunal de Contas de Minas Gerais, com salário de R$26.000 e outros muitos privilégios, para se
Gualter Monteiro
candidatar novamente a prefeitura de Barbacena. Gualter Monteiro, ex-prefeito de Congonhas por três mandatos, não pode se candidatar por ter sido condenado por órgão colegiado, e com isso usou a estratégia de apoiar sua filha, Patrícia Monteiro, como candidata a prefeitura de Congonhas. O fato curioso é que sua ex-mulher, com quem foi casado por 22 anos, também é candidata, mas ela não é mãe de Patrícia. Políticos fazem mesmo de tudo pelo poder, até ridicularizar a esposa, como foi o caso em 2010 do ex-governador Joaquim Roriz,  por não poder concorrer ao governo do Distrito Federal, com a ficha suja, lançou sua esposa, Weslian Roriz, que pela sua inexperiência virou piada nos debates da TV.

3 comentários:

  1. ouvi dizer que o toninho malvadeza irá se candidatar ao governo de minas....ah! coitado.

    ResponderExcluir
  2. O Dr. Toninho Andrada ganhou como prefeito, o que era seu desejo e espero sinceramente que ele possa fazer um bom governo. Porém começou mal porque o primeiro ato que fez foi enviar para Câmara de Vereadores uma proposta para governar durante 300 dias sozinho sem qualquer interferência e a câmara aprovou, prefiro nem comentar . Sendo assim os vereadores não terão que trabalhar durante 300 dias, portanto também não devem receber seus salários o que é a atitude correta.

    ResponderExcluir
  3. Bárbara,concordo com você, não devem receber salário nesse período. A propósito, qdo tiver um tempo leia uma postagem nesse blog sobre o Fim dos salário dos vereadores.

    ResponderExcluir

O que você achou da postagem? Comente. Abraços